cabeça-de-gordo-ou-de-magro-forma-de-ver-a-comida-ajuda-a-emagrecer-clube-nipo

Cabeça de gordo ou de magro: forma de ver a comida ajuda a emagrecer

Pesquisa mostra que os magros olham mais a comida antes de se servir.
Motivação familiar também é fundamental no processo de emagrecimento.
Como você encara os alimentos? Com cabeça de gordo ou cabeça de magro? A forma como a gente pensa na comida é essencial para uma vida saudável. Uma pesquisa de uma universidade americana mostrou que os magros olham mais a comida antes de se servir. E quando a comida vira vício?
A obesidade é uma doença multifatorial. Os obesos podem ser divididos em três categorias: os que têm o fator genético, os que cometem exageros e os pacientes que são compulsivos. Há comportamentos comuns aos três tipos de pacientes que fazem com que eles ganhem peso e/ou não consigam emagrecer.
O psiquiatra Daniel Barros explica que não adianta brigar com quem está obeso. “Bronca, crítica, humilhação, tiração de sarro não ajuda ninguém a emagrecer. O que ajuda é trabalhar junto.”
Um dos problemas quando falamos em emagrecimento é que as pessoas não conseguem pensar a longo prazo. Elas querem resultados imediatos. Também têm aquelas pessoas que perdem o controle da alimentação, os compulsivos, ou aqueles que só dão uma ‘beslicadinha’, só comem ‘um pedacinho’, que vira mais um e mais um. “Tudo que a gente come com a mão, petiscando, você pode comer o dobro do que pensou que comeu”, orienta o endocrinologista Bruno Halpern.
Que comer é gostoso e prazeroso todo mundo sabe, mas a ação também proporciona sentimentos de gratificação. Os alimentos estimulam circuitos cerebrais de recompensa e motivação. Por isso, uma das desculpas para sair da dieta é o ‘hoje eu mereço’.
A motivação familiar também é fundamental no processo de emagrecimento, diz o psiquiatra. “Ou a casa inteira entra na dieta, ou ninguém entra. É muito difícil emagrecer comendo salada e todo mundo comendo bolo de chocolate.”

Fonte: globo.com/bemestar

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta