Posts

Importancia do Óculos de Sol vai Além da Estetica | Clube Nipo

Importância dos óculos de sol vai além da estética

Lentes claras ou escuras; armações brancas, pretas ou coloridas, essas características influenciam bastante na escolha dos óculos escuros, mas são o que menos importa quando o tema é proteção. De nada adianta escolher o acessório pela aparência se ele no fim não proteger bem os olhos contra os raios ultravioleta.
Segundo a oftalmologista Claudia Almeida, especializada no setor de retina e vítreo, os fatores de proteção solar dos óculos escuros servem para diminuir a quantidade de radiação que penetra nos tecidos oculares, causando danos cumulativos durante os anos.

Os óculos escuros que contêm proteção UV, contra os raios ultravioleta, são importantes na proteção de várias estruturas dos olhos que podem ser alteradas pelo fotoenvelhecimento, que é a exposição excessiva à radiação ultravioleta. A tonalidade das lentes não tem grande importância e podem variar de acordo com o conforto visual do usuário, visto que até as lentes de grau transparentes podem receber o tratamento contra radiação UV. 

Quando se diz os óculos ao formato do rosto, acompanhando o arqueado das sobrancelhas, esteticamente é obtido um resultado melhor, porém, nada impede que a pessoa use um modelo que tenha gostado mais. No caso dos esportistas, o mais indicado é que se escolha o tipo de óculos curvo nas laterais, que protegeria mais contra a entrada de radiação UV.

Os raios ultravioleta fazem parte de um espectro solar, conjunto das radiações solares que se dividem em UVA, UVB e UVC. Esses três tipos se diferem pelo comprimento de onda.

UVA

São os raios de maior amplitude, alcançando as camadas mais profundas dos tecidos corporais e estão presentes praticamente na mesma quantidade, tanto no verão, quanto no inverno, e são responsáveis pelos danos celulares mais importantes.

UVB

São aqueles raios que causam mais queimaduras através do sol, se apresentando em maior quantidade no verão, entre os horários de 10 horas e 16 horas. Esses são mais invisíveis e ocasionam o envelhecimento precoce da pele.

UVC
São os raios filtrados totalmente pela camada de ozônio, absorvidos pelo oxigênio e o ozônio da atmosfera, não chegando até a superfície da Terra. Essa radiação é penetrante e danosa, por isso é importante proteger a camada de ozônio.

Atenção às crianças

A importância de usar uma proteção ocular competente também se aplica às crianças. Pelas características mais sensíveis das crianças, as chances de sofrerem ainda mais com os danos dos raios UV são maiores. Não arrisque com óculos de sol piratas para os pequenos: lembre-se da importância de uma proteção competente para os olhos.

Fonte: www.visaolaser.com.br  //  globoesporte.globo.com

Benefícios e importância do alongamento

O que é alongamento?

São exercícios totalmente voltados à maior flexibilidade muscular, que promovem o estiramento das fibras musculares, aumentando o seu comprimento.

Seu principal efeito é aumentar a flexibilidade dos músculos para alcançar a maior movimentação da articulação comandada por aquele músculo.

A prática de se alongar torna-se essencial para o perfeito funcionamento do nosso corpo, nos proporcionando uma maior agilidade e elasticidade.

Por que alongar?

Ao realizar um alongamento, ocorre um aviso para o corpo de que você está iniciando uma sequência de movimentos que vão além dos movimentos realizados no dia a dia e que não causam grande impacto nos músculos, ossos e articulações.

Esta prática torna-se fundamental para manter a manutenção ou, no caso dos iniciantes, a ampliação da flexibilidade do corpo.

Isto se faz necessário, já que a prática de atividades físicas requer movimentos mais amplos. Mesmo exercícios como a caminhada requerem movimentos ampliados das pernas, dos braços, dos ombros e das costas.

Riscos de não alongar:

Quando o individuo deixa de realizar este procedimento, compromete seu treino. Uma consequência deste ato é fazer você se sentir mais cansado, sem contar que aumenta a incidência de lesões musculares.

Mas não se esqueça: não ultrapasse os limites do seu corpo. O alongamento em excesso causa esforços desnecessários, resultando em consideráveis níveis de dores e prejudicando a sua saúde.

Principais Benefícios:

Você pode se alongar sempre que tiver vontade, já que além de relaxar o corpo, relaxa também a mente. Veja alguns benefícios de se alongar:

  • Reduz o risco de lesões musculares ou entorses articulares –torcicolos, câimbras etc;
  • Reduz as tensões musculares, relaxando a musculatura;
  • Aumenta a flexibilidade e amplitude dos movimentos, melhorando o desempenho esportivo;
  • Torna mais fáceis algumas atividades físicas desgastantes, como corrida, natação etc, preparando a musculatura para o exercício;
  • Reduz o encurtamento muscular;
  • Melhora a circulação sanguínea, prevenindo contra problemas articulares nos braços, pernas ou costas;
  • Melhora a coordenação motora;
  • Previne problemas posturais;
  • Auxilia no relaxamento mental, diminuindo o estresse;
  • Contribui para a cicatrização óssea, em casos de fratura;
  • Desenvolve a propriocepção (consciência corporal), à medida que a pessoa concentra-se na parte que está sendo alongada;
  • Reduz as cólicas menstruais, nas mulheres;
  • Ajuda no aquecimento, à medida que eleva a temperatura corporal.

Alongar antes e depois:

Antes do exercício físico, o alongamento serve, principalmente, como um fator de prevenção contra lesões musculares durante a atividade.

É uma forma de preparar o corpo para se exercitar, deixando-o mais flexível e ampliando seus movimentos. Depois do exercício, sua função é relaxar a musculatura, evitando as dores posteriores à atividade.

Como fazer?

O alongamento deve ser feito lentamente. Deve-se tentar relaxar durante a sua prática. Encontre uma posição mais confortável para você e a sustente com a finalidade de relaxar o músculo.

Permaneça nessa posição entre 10 e 30 segundos e em seguida, passe para o outro exercício. É importante também manter a respiração de forma lenta e controlada.

Outras dicas importantes:

Alongue antes de dormir:

Um dos melhores momentos para fazer alongamento é minutos antes da hora de dormir. Os movimentos devem ser executados de forma passiva e tranquila.

A execução dos movimentos para alongar é uma forma eficaz de repousar com o corpo mais relaxado e de ter um sono de maior qualidade.

Dê atenção aos músculos primários
Existe uma ordem que deve ser respeitada para atingir melhores resultados. Sempre comece pelos músculos primários, pois eles são os que participam mais intensamente da execução dos movimentos.

Eles compreendem toda a musculatura superior das costas, peitoral, posterior das coxas e glúteos. Em seguida, movimente os músculos secundários, aqueles que auxiliam na movimentação, como bíceps e os músculos que envolvem os dedos e as mãos.

Procure a ajuda de um profissional:

O primeiro erro de quem vai alongar é trabalhar a sua flexibilidade sem nenhum tipo de avaliação profissional.

Além disso, o acompanhamento de um profissional para ensinar e auxiliar na execução dos exercícios é primordial. Depois que você já souber o passo a passo, pode repetir os movimentos em casa.

Fonte: melhorcomsaude.com

Tênis de mesa e seus benefícios

Dentro dos principais objetivos da prática desportiva, destacamos a saúde no seu significado de bem-estar físico, mental e social como objetivo chave no processo de ensino-aprendizagem do tênis de mesa nas escolas.

Utilizamos o tênis de mesa como ferramenta para ajudar o aluno/atleta a desenvolver suas capacidades físicas (coordenação motora, força, resistência, velocidade, etc.) assim como todos os fatores interpessoais e intrapessoais que estão relacionados no processo de treinamento desportivo.

Defendendo a idéia de que a prática esportiva assim como qualquer outro tipo de atividade física está diretamente relacionada com o princípio da saúde como destacamos. O incentivo a esses tipos de atividades é algo menosprezado pelo sistema de educação e tem sido o motivo pelo aumento de problemas relacionados à saúde física, mental e social. Tais como obesidade, depressão, e outras crises físicas e emocionais.

Implementar o Tênis de Mesa, por exemplo como conteúdo nas aulas de Educação Física, ou como atividade no contra turno escolar implica em estabelecer uma nova possibilidade para que as crianças e adolescentes possam desenvolver sua corporeidade e outros aspectos inerentes ao objeto da educação.

Esta corporeidade dos jovens implica em diversos outros aspectos, como a linguagem, a postura, as sensações e sensibilidade do corpo, enfim, aspectos inerentes aos processos de socialização, sexualidade, diversidade, inclusão e todas as possibilidades que a linguagem corporal intensifica nas relações humanas por constituir um ambiente de interação, logo, um micro-sistema social.

A humanização do ambiente escolar, possibilitando aos alunos uma maior participação e o estímulo ao exercício da cidadania, o que historicamente, devido a padrões rígidos de autoridade e disciplina eram antes desestimulados, e ainda hoje passam por um período de transformação, no esporte é diferente. A partir do momento em que se inicia um jogo, o aluno que dele participa é inteiramente responsável pelas decisões, onde, quando e como lançar a bola, onde, quando e como driblar, onde, quando e como tocar, onde, quando e como concluir uma jogada são exemplos claros. Ao mesmo tempo, este mesmo aluno é responsável por interagir com seus companheiros e adversários e assumir seus erros, compartilhar os momentos de tensão, confortar os colegas em momentos de pressão, enfim, o esporte intensifica valores sociais que reproduzem o que às vezes ocorre em dias meses e anos, em apenas 40 minutos neste ambiente.

Um estudo feito pelo chinês Piren Su (1996) citado por MARTINS (1999) fala sobre as grandes variações que o Tênis de mesa representa na hora de um jogo e quão rápido o atleta deve se adaptar, improvisar e criar opções (em frações de segundo) baseados em objetivos e direcionamentos próprios cujo termômetro é a consciência enquanto função ativa. Este tipo de tomada de decisão é imensamente importante para a formação de um ser humano convicto de seus interesses e objetivo, bem como os fatores que tornam possíveis a tomada de decisões em prol de uma causa ou benefício próprio, por exemplo: escolha da carreira, estudos.

Quanto aos aspectos pedagógicos as relações proporcionadas no ambiente da prática da modalidade como pais-atletas, atletas-atletas, treinadores-atletas e pais-treinadores, constituem um amplo mecanismo de interação que desperta um grande vínculo pedagógico, conforme ressalta Lima (1995). O atleta deve ser capaz de compartilhar os progressos e insucessos junto com o grupo em que treina, e embora haja um caráter individualizador no processo de treinamento onde o treinador busca enfocar e otimizar as características individuais, o aluno/atleta nunca treina contra um colega, e sim com um colega. Neste ambiente, ele é estimulado a trocar de parceiros em uma mesma sessão ou entre sessões de treinamento de forma a oportunizar um treinamento com diferentes estilos de jogo.

Outros benefícios importantes para os praticantes do tênis de mesa é a exigência de um comportamento disciplinar durante as aulas, onde destacamos a necessidade da concentração, o raciocínio (auto-correção), a perseverança, o domínio emocional, etc., durante as aulas. Por ser um esporte individual a aluno precisa conhecer a si mesmo, trabalhando os fatores intrapessoais como a auto-estima, motivação, etc., mas é praticado em um ambiente de equipe, trabalhando também fatores interpessoais, o respeito ao próximo, a sociabilização entre os alunos e com o próprio professor.

Fonte: www.ittt.com.br

Os benefícios da pratica do esporte para as crianças

Os especialistas recomendam a prática do esporte de uma maneira equilibrada, respeitando as capacidades e as habilidades motoras de cada criança. O esporte não deve ser imposto nem visto como obrigação ou como imposição do desejo dos pais de transformar seus filhos em atletas. A criança tem que gostar e se divertir com o esporte que escolher

O esporte ajuda as crianças com problemas de relacionamento e a descobrir o corpo. É normal que a criança comece no esporte influenciado por amigos, pelos meios de comunicação, pelos pais, etc. Mas temos que levar em conta que a criança, sobretudo, divirta-se. O esporte deve ser introduzido na vida da criança de uma forma gradual, para que se dê por satisfeitas suas necessidades lúdicas.

O começo das crianças no esporte:

Entre os quatro e os seis anos de idade, a criança deve começar a ter contato com o esporte de maneira prazerosa, divertida, como se fôsse uma brincadeira. Ela deve aprender a correr, saltar e pular, pedalar ou praticar alguma atividade física em grupo, sem nenhum compromisso maior. Nessa idade, a criança deve experimentar várias modalidades esportivas, sem obrigação de aprender suas técnicas específicas. Com aproximadamente oito anos, é bom deixar que ela se oriente e direcione para determinado esporte, de acordo com suas habilidades, desejos e preferências. Deve ser uma decisão natural da criança.

O esporte ajuda a criança:

1- A fazer amigos e a ingressar na sociedade;

2- A aprender e a seguir regras;

3- A superar a timidez ou a vergonha;

4- A frear os seus impulsos e ansiedade;

5- A ser mais colaboradora e menos individualista ou egoísta;

6- A reconhecer e respeitar que existe alguém que sabe mais que ela;

7- A melhorar a sua coordenação motora;

8- A crescer física e emocionalmente;

9- A corrigir possíveis defeitos físicos;

10- A potenciar bons hábitos;

11- A dominar os seus movimentos;

12- A estimular a sua saúde e higiene;

13- A ter responsabilidades e compromissos.

 

Fonte: br.guiainfantil.com

Conheça os benefícios do vôlei para o seu corpo

O país do futebol é também o do vôlei. Os títulos importantes conquistados tanto pela seleção feminina quanto pela masculina, como as medalhas olímpicas em 2004 e 2012, ajudaram na popularização do esporte.

O vôlei tem uma característica de esporte coletivo. É uma atividade que estimula algum tipo de interação e sociabilidade. A diferença do esporte em relação a outras práticas é o pouco contato físico, pois existe uma rede dividindo os dois times. Para as pessoas que não gostam de esportes de contato mais incisivo, como no handebol, o vôlei é um ótimo exercício, pois tem uma interação mais controlada, e as chances de problemas físicos durante a sua prática podem ser menores.

Além disso, é importante distinguir os atletas de fim de semana e aqueles que jogam vôlei com uma regularidade maior ou até mesmo sejam profissionais.

O benefício do vôlei vem, dependendo da frequência que se pratica o esporte. A atividade exige potência e força, sendo necessário fazer exercícios que trabalhem os membros superiores e inferiores, além de abdômen e troco. Atividades aeróbicas, por exemplo, aumentam a resistência física do praticante.

Benefícios:

Para todas as idades: O vôlei é uma atividade que pode ser lúdica para as crianças e ser adaptada para a terceira idade. É uma opção de exercício físico atraente e que promove a sociabilidade.

Resistência: O vôlei faz o corpo trabalhar como um todo, melhora as capacidades físicas funcionais, cardiorrespiratórias e de fortalecimento, o que é extremamente benéfico à saúde.

Melhoras no seu dia: O esporte ajuda nas atividades cotidianas, melhorando coordenação motora, flexibilidade, força e resistência aeróbica e anaeróbica.

Anti estresse: Quando corpo e mente trabalham juntos, e bem, ficamos menos estressados e mais satisfeitos. Pontos para a qualidade de vida.

Cuidados:

Quem joga vôlei necessita se alimentar muito bem e suprir as necessidades do corpo, para que se possa ter força muscular. Fazer exames periódicos é importante. Também, cuidado com lesões, prática do vôlei pode fazer muito bem à saúde, desde que a atividade seja praticada com regularidade. Para os atletas de fim de semana, a dica é associar a prática esportiva a outras atividades, como correr ou andar de bicicleta, para evitar lesões. Antes de começar uma atividade física, é importante, também, procurar um médico.

Fonte: gazetaonline.globo.com

7 Beneficios do Canto | Clube Nipo

7 Benefícios do Canto

Como todo mundo sabe, o ser humano precisa e deve ter um momento de descanso em meio a uma rotina turbulenta. E cantar pode ajudar, tanto como um fator de alivio de estresse, de ansiedade ou pode ser uma grande ajuda no desenvolvimento de uma atividade criativa. Muitas pessoas cantam apenas para se divertir, e nesse caso, o que importa não é a qualidade do canto e sim a alegria que ela te proporciona.

Mas cantar virou uma forma tão natural que nem nos damos conta de que cantar faz bem, é uma verdade científica. Para você ter uma noção, pesquisadores japoneses descobriram, que o hábito de cantar pode trazer benefícios não só de relaxamento, mas para saúde mesmo. Acredite, a prática tem, inclusive, a capacidade de combater os males relacionados ao envelhecimento. Ela foi realizada em um hospital que trata de idosos com doenças como Alzheimer e Senilidade. Os velhinhos são os que mais percebem os benefícios de cantar no corpo, por isso a atenção da pesquisa foi mais voltada para eles.

Segundo a pesquisa, muitas regiões cerebrais voltaram a funcionar, aperfeiçoando a rotina e, consequentemente, a qualidade de vida dessas pessoas. É importante saber e deixar claro que a música não é capaz de curar a velhice, mas ela contribui para a qualidade de vidas das pessoas que passam por essa fase.

Por isso, separamos 6 benefícios para você soltar o gogó:

Soltar as emoções presas e diminuir a timidez
Cantar é uma forma de expressão que mexe profundamente com as nossas emoções, porque a gente sente o que canta. E, quanto mais variadas as músicas, maior é a qualidade de sentimentos que deixamos aflorar. Além disso, é uma ótima terapia para os tímidos.

Abrir-se para o amor
Como muitas músicas estão ligadas ao tema, cantá-las permite digerir melhor histórias mal resolvidas ou escondidas dentro do nosso coração e atrair novos romances.

Relaxar e aliviar a ansiedade
A rotina cheia de tarefas que todo mundo vive ansioso, sob pressão. Mas a ansiedade faz com o que o corpo fique de forma desnecessária em permanente estado de alerta, a adrenalina dispara e a reserva de ar nos pulmões aumenta, com isso, a angústia só piora. Cantar nos obriga a colocar tudo para fora e relaxar.

Respirar corretamente
Quando a gente canta, é obrigada a respirar de forma mais profunda e controlada. E, naturalmente, repetimos isso ao longo do dia e respiramos melhor. De quebra, massageamos o diafragma, que se contrai ao inspirar e relaxa ao expirar e soltar o ar dos pulmões.

Melhorar a postura
Se a respiração é tão importante assim para o canto, não dá para cantar agachadinho ou encolhido, certo? Para arrasar no karaokê, tem que manter uma boa postura.

Turbinar a autoestima
Ninguém acha que canta bem né? Isso acontece porque a voz que nós ouvimos é diferente da voz que os outros ouvem. Arriscar cantar um refrão em alto e bom som, é de fato, uma maneira de parar de se preocupar com o que vão pensar de você e acreditar no seu potencial sem medo de errar ou desafinar.

Já que prevenir é o melhor remédio, ligue o karaokê da sua casa e solte o gogó para que seus dias sejam preservados de uma maneira mais alegre, descontraída e musical!

Fonte: mdemulher.abril.com.br , superbom.com.br

11 Benefícios da Caminhada para a Mente o Corpo | Clube Nipo

11 benefícios da caminhada para o corpo e a mente

Você conhece algum exercício mais fácil de praticar do que a caminhada? Ela não exige habilidade, é barata, pode ser feito praticamente a qualquer hora do dia, não tem restrição de idade e ainda pode ser feita dentro de casa se a pessoa tiver uma esteira. “Para uma pessoa que não pratica nenhum tipo de esporte, uma caminhada de 10 minutos por dia já provoca efeitos perceptíveis ao corpo, depois de apenas uma semana, explica o fisiologista do esporte Paulo Correia, da Unifesp. Além da melhora do condicionamento físico, as vantagens de caminhar para a saúde do corpo e da mente são muitas, e comprovadas pela ciência.

1.Melhora a circulação

Um estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, provou que caminhar durante aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão. Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo. “Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Somado a isso, a caminhada também faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas”

2.Deixa o pulmão mais eficiente

O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. De acordo com Paulo Correia, as trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando caminhamos com frequência. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.

“A prática da caminhada, se aconselhada por um médico, pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite. Em alguns casos mais simples, ela tem o mesmo efeito de um xarope bronco dilatador”, explica.

3. Combate a osteoporose

O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.

4. Afasta a depressão

Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina.

5. Aumenta a sensação de bem-estar

Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Essex, no Reino Unido.

6. Deixa o cérebro mais saudável

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, ao aumentar seus circuitos e reduzir os riscos de problemas de memória e de atenção.

7. Diminui a sonolência

A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. Essa substância deixa o corpo mais disposto durante as horas subsequentes ao exercício. Somado a isso, a caminhada melhora a qualidade do sono de noite.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece

Esse talvez seja o benefício mais famoso da caminhada. “É claro que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas”, afirma Paulo Correia.

E o papel da caminhada na perda de peso não para por aí. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou que, mesmo horas depois do exercício, a pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

9. Controla a vontade de comer

Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, sugere que fazer caminhadas pode conter o vício pelo chocolate. Durante o estudo, foram avaliadas 25 pessoas que consumiam uma quantidade de pelo menos 100 gramas por dia de chocolate. Os chocólatras tiveram que renunciar ao consumo do doce e foram divididos em dois grupos, sendo que um deles faria uma caminhada diária. Os pesquisadores perceberam que não comer o chocolate, juntamente com o estresse provocado pelo dia a dia, aumentava a vontade de consumir o doce. Mas, uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade pela guloseima.

10. Protege contra derrames e infartos

Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. “Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. Isso impede que as artérias parem de transportar sangue ou entupam”, diz Paulo.

11. Diabetes

A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.

Outro ponto importante é que o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, um fator importante para o desenvolvimento de diabetes. Assim fica comprovado que os exercícios têm ainda mais benefícios contra o mal do que se pensava anteriormente.

 

Fonte: MinhaVida